Home » Automobilismo » Bilionário compra equipe de F1 para filho correr

Bilionário compra equipe de F1 para filho correr

O Grande Prêmio da Bélgica foi marcado pela estreia de uma nova equipe: a Racing Point Force India F1 Team, ex-Force India, adquirida em leilão pelo bilionário canadense Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll, que atualmente corre pela desacreditada Williams. Ele acertou a compra da equipe indiana que vem passando por uma crise financeira.

O objetivo de Lawrence Stroll é proporcionar uma chance maior para o filho Lance na Fórmula 1 com uma equipe mais organizada e com mais chances de resultados. Ou seja, o bilionário comprou uma equipe de Fórmula 1 para o filho, que não é nada competitivo em sua atual equipe, a Williams.

Na estreia da equipe Racing Point no GP da Bélgica, os atuais pilotos da Force India estavam ao volante: Sergio Perez e Esteban Ocon. Mas a partir da próxima etapa, o GP da Itália, em Monza, Stroll estreia no time, no lugar de Ocon. Perez, que leva bom dinheiro de patrocinadores, permanecerá.

Quando perguntado sobre a substituição de Ocon na Racing Point Force India, Lewis Hamilton desabafou: “eu sempre fui defensor de Esteban. Em como ele se comporta e como ele se desempenha na pista, ele é excepcional. Infelizmente, estamos em um momento estranho na Fórmula 1, onde algumas equipes, em vez de pegar o garoto promissor, pegam o que tem dinheiro. Isso significa que a estrutura do esporte provavelmente está errada, em termos de como os fundos são distribuídos. Eu não li quem assinou onde e quais assentos estão disponíveis, mas ele precisaria estar em um bom carro, já que ele é um dos principais pilotos aqui. Você não pode deixar alguém com mais dinheiro na frente de um piloto melhor. Isso não deveria acontecer.”

A conversa de Vettel com Ocon foi flagrada por uma TV:

Vettel: ano que vem? Nada ainda?

Ocon: Não.

Vettel: Você vai estar aqui [na Force India]? Não?

Ocon: Não, não. O assento está ocupado.

Vettel: Ah sim? Quem?

Ocon: Advinha! Aquele que comprou!

Vettel: Sim, mas o outro…

Ocon: Bem, o outro [Sergio Perez] traz dinheiro.

O desabafo de Lewis Hamilton pode ter ajudado Esteban Ocon. Há indícios de que a McLaren contratará o piloto para ocupar o lugar de Stoffel Vandoorne. Este poderá ser “encostado” até o final da temporada 2018, para sentar no cockpit de Fernando Alonso, que já anunciou sua saída da categoria.

 

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).

Similar posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-58373095-2