Home » Automobilismo »  F1 Rússia: Superando Vettel e Raikkonen, Bottas vence a 1ª da carreira

 F1 Rússia: Superando Vettel e Raikkonen, Bottas vence a 1ª da carreira

Valtteri Bottas largou na terceira posição no grid, atras de Kimi Raikkonen e de Sebastian Vettel (o pole), e como um raio superou os dois pilotos da Ferrari, assumindo a liderança da prova. Só perdeu o posto para o alemão na parada do pit para troca de pneus na volta 27, por exatas oito voltas. Quando Vettel na volta 35 fez a sua parada, os dois trocaram os pneus ultra (roxo) pelos super-macios (vermelhos), portanto mais duros, e com este setape as duas Ferraris, de Vettel e Raikkonen, passaram a ser mais rápidas que as Mercedes de Bottas e Hamilton, o quarto colocado.

Com isso, Vettel passou a se aproximar perigosamente do líder Valtteri Bottas que resistiu bravamente aos ataques ferozes de Vettel, vencendo sua primeira corrida com o bico da Ferrari do alemão embaixo da asa traseira da sua Mercedes, com míseros cinco décimos de vantagem. Já a Ferrari de Raikkonen, ajudada pelos pneus, a cada volta abria mais e mais a distância da Mercedes do inglês Hamilton. Este teve um final de semana “Russo”, daqueles para esquecer, com problemas de super aquecimento do motor, desde o início dos treinos livres de sexta.

Por conta desse superaquecimento, Hamilton na prova não podia imprimir força máxima em sua Mercedes para não correr risco de perder o propulsor. Foi obrigado a fazer uma corrida conservadora. Mas o inglês pode se dar por feliz de sair de Sochi com importantes doze pontos pelo quarto lugar na prova. Na RBR, depois da desistência do australiano Daniel Ricciardo por ter ficado sem freios nas 1ª voltas, restou ao jovem e agressivo holandês Max Verstappen defender os pontos da equipe em Sochi conquistando para si e para o time mais 10 pontos no campeonato de pilotos e construtores com o 5º lugar na corrida.

O mexicano Sérgio Perez terminou em sexto, seguido pelo francês Occon, pelo alemão da Renault Nico Hulkemberg e pelo Brasileiro Felipe Massa, o nono colocado. Resultado de uma equivocada estratégia da equipe que colocou o brasileiro no pit, antecipando sua troca obrigatória de pneus na volta nº 22, tirando qualquer possibilidade do Massa terminar a prova em quinto, posição que defendia com quase 4 segundos de vantagem para a RBR do holandês Verstappen.

Já lá pelos lados da McLaren-Honda as coisas não foram nada bem: o espanhol Fernando Alonso abandonou a prova antes mesmo de colocar seu carro no grid de largada. Alonso saiu do carro a  caminho dos boxes com a cara amarrada, fazendo gestos negativos com a cabeça. A próxima corrida acontece no dia 14 de maio na Espanha. Confira a baixo a classificação completa da prova e do campeonato.

CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA

CLASSIFICAÇÃO DE PILOTOS NO CAMPEONATO

CLASSIFICAÇÃO DE CONSTRUTORES NO CAMPEONATO

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-58373095-2