Home » Automóveis » Toyota Hilux: conforto e desempenho são os trunfos dessa picape.

Toyota Hilux: conforto e desempenho são os trunfos dessa picape.

A Toyota Hilux faz parte do segmento das picapes grandes. E põe grande nisso. Você percebe seu tamanho, principalmente na hora de estacionar em vagas apertadas nos shoppings e supermercados, afinal tem cabine dupla e mede 5,31 metros de comprimento, 1,85 metros de largura e 1,861 metros de altura. Por outro lado, andar no trânsito, ou mesmo pegar estrada para a fazenda como fiz em um dos finais de semana de avaliação com a picape japonesa, é tudo de bom.

A Hilux é a picape grande mais vendida no mercado brasileiro. Ela lidera o ranking, seguida pela Chevrolet S10. Em 2018 foram comercializadas 39.278 Hilux e 31.761 S10. Para avaliação no Portal MotorCar escolhemos a versão cabine dupla, SRV 4×4 automática com preço sugerido de R$ 182.730 (ref. janeiro de 2018 no site da Toyota).

Toyota Hilux SRV 2019

Essa versão conta com motor diesel de 2.8 litros 16V turbo que desenvolve 177 cavalos de potência máxima e 45,9 mkgf de torque máximo, ambos a 3.400 rpm. É um propulsor potente e responde só do condutor encostar o pé no pedal do acelerador. Seu desempenho é um dos pontos positivos dessa picape, tanto na cidade quanto na estrada. Esse motor trabalha em perfeita sincronia com a transmissão automática de seis velocidades sequencial. Dá prazer em dirigir a Hilux.

E mesmo com esse motorzão e pesando 2.090 kg mostrou-se muito econômica. Foi um dos pontos que surpreendeu nesse picape. O tanque tem capacidade para 80 litros de diesel. Aproveitamos, também, para testar na fazenda os ângulos de entrada e de saída da Hilux. Muito bom: 31 e 26, respectivamente. Falando em trilhas, a picape da Toyota está calçada com pneus 265/60 R18 e rodas de liga leve de 18 polegadas. Para percorrer trechos de lama e mais difíceis conta com tração 4×4 e 4×4 reduzida com acionamento eletrônico, VSC (controle eletrônico de estabilidade), TRC (controle eletrônico de tração) e bloqueio do diferencial.

Mas a Toyota Hilux não tem apenas itens para off road. Ela realmente tem um design bem bonito e chamativo. Principalmente com a cor da picape que recebemos para avaliar: vermelho. Até que combina com seu porte. Está equipada com protetor de caçamba, retrovisores externos cromados, maçanetas externas cromadas, estribos laterais na cor preta, para-barros dianteiro e traseiro, novo para choque dianteiro na cor do veículo, para choque traseiro cromado, para-brisa degradê e faróis de neblina dianteiros. Para quem precisa de espaço na caçamba não vai se decepcionar com essa picape com os 1,57 metros de comprimento por 1,64 metros de largura.

Toyota Hilux SRV 2019 interior

No interior a picape agradou. Todos os equipamentos estão à mão do motorista e são de fácil manuseio. O ocupante do banco do passageiro na frente conta com bastante conforto. A Hiluz recebeu elogios quanto a maciez da suspensão e pelo banco confortável. Do passageiro do banco traseiro recebeu crítica pela altura em relação ao piso e do encosto muito reto. A posição cansou um pouco durante a viagem. O acabamento interno tem qualidade. O console entre os bancos dianteiros é em couro com porta-copos, porta-objetos e descansa-braços, o revestimento dos bancos é em couro, as maçanetas internas são cromadas, há porta-objetos nas portas e sob o banco traseiro, além de um compartimento refrigerado no painel.

Toyota Hilux SRV 2019 painel

A Hilux vem de série ainda com ar condicionado auto/digital com saída de ar central para os bancos traseiros, direção hidráulica, banco do motorista com ajuste elétrico de distância, inclinação e altura, freios ABS com EBD e BAS, airbags frontais (dois), de joelho (motorista), laterais (dois) e de cortina (dois), computador de bordo com tela de 4,2″ de TFT, modo de condução Eco e Power, controle de velocidade de cruzeiro, sistema multimídia Toyota Play de 7” com GPS10, TV Digital11, DVD11, rádio com CD Player/MP3, câmera de ré, conexão USB e Bluetooth®, controle eletrônico de estabilidade (VSC) e tração (A-TRC), assistente de reboque (TSC), de subida (HAC) e de descida (DAC), acendimento automático dos faróis com temporizador (follow me home), Smart Entry, Push Start, espelho retrovisor interno eletrocrômico e luz de condução diurna (DRL).

A garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem para uso particular. E oferece, ainda, o Toyota Assistência 24 horas, onde o cliente será atendido a qualquer hora do dia ou da noite em caso de pane ou colisão, contando com vários serviços de socorro no local em caso de falta de combustível, pane elétrica, falta de bateria, pneu furado e quebra ou perda de chaves. Entre as concorrentes estão Chevrolet S10 LT 2.8 Turbo Diesel 4×4 automática (R$ 166.690*), Ford Ranger XLT 3.2 Diesel 4×4 automática (R$ 173.990*), Volkswagen Amarok Highline 2.0 TDI biturbo 4×4 automática de 8 marchas (R$ 183.990*) e Nissan XE 2.3 biturbo diesel 4×4 automática (R$ 172.880*). *preços referente janeiro de 2019 no site das fabricantes.

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).

Similar posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *