Home » Automobilismo » F1 Alemanha: Com a bruxa solta na Mercedes, Verstappen vence a segunda do ano.

F1 Alemanha: Com a bruxa solta na Mercedes, Verstappen vence a segunda do ano.

Em prova espetacular marcada por chuva, surpresas e batidas das Mercedes e de Charles Leclerc, Max Verstappen venceu o GP da Alemanha de Fórmula 1 com a Red Bull, sendo o único piloto a vencer este ano sem pilotar um carro da Mercedes. O segundo foi Sebastian Vettel, que fez grande corrida de recuperação com a Ferrari após largar em último. Uma das zebras da etapa de Hockenheim, Daniil Kvyat levou a Toro Rosso ao segundo pódio de sua história na categoria, com o terceiro lugar.

Na largada, Verstappen patinou e perdeu uma posição, caindo para quarto, superado pela Alfa Romeu do Kimi Raikkonen, que se deu bem na largada saindo de quinto para terceiro com a Alfa Romeo. Pierre Gasly caiu para oitavo com a Red Bull. Bottas saltou para segundo, mas Hamilton despontou à frente.

Na segunda volta, Sergio Pérez errou e bateu na entrada da reta. Com o acidente do piloto da Racing Point, o safety car entrou na pista e quem aproveitou foi Vettel que logo foi para os boxes e trocou os pneus de chuva extrema para os intermediários. Pouco depois, o alemão já aparecia em oitavo.

Da 10ª volta em diante, a pista começou a secar e o dilema chegou: trocar para pneus slicks ou manter os intermediários? O estouro do motor da Renault do australiano Daniel Ricciardo ajudou pilotos e equipes a decidirem por seguir o caminho do Vettel e colocar pneus de chuva intermediários. Foi o que aconteceu com o líder Hamilton e o companheiro Valtteri Bottas que entraram juntos no pit.

Mas na relargada, Hamilton manteve a liderança com o Kevin Magnusen da Hass em segundo, posição conquistada por não ter parado no Pit, com Bottas e Verstappen vindo logo atrás. Mas na volta 23 Magnussen resolveu arriscar colocando pneus slick, macios. Vettel, Bottas, Verstappen e Charles Leclerc seguiram  Magnussem, menos Hamilton que continuou na liderança com os intermediários. Na volta 28 e com a chuva voltando, informação dada pela repórter da Globo Mariana Becker, o piloto monegasco da Ferrari, Leclerc rodou ficando com o seu carro parado na caixa de brita, provocando outra entrada do Safety Car. Como a informação da Mariana não chegou até o box da Mercedes, o líder não soube da chuva. E foi a partir daí que as coisas começaram a mudar na corrida.

Hamilton, entrou no pit para trocar os pneus de chuva pelos slicks macios, e com a pista encharcada, Hamilton acabou rodando, batendo e quebrando o bico da sua Mercedes, voltando para o pit depois do limite de entrada para trocar o bico e os pneus para chuva. Com a atrapalhado dos mecânicos, Hamilton acabou perdendo muito tempo parado voltando em quinto.  

Mas com bom rendimento e mais de trinta voltas restando, parecia que Hamilton voltaria à liderança em questão de tempo. Como a bruxa estava solta na Mercedes, logo veio a informação de punição dos comissários com o acréscimo de cinco segundos no tempo do Lewis por ter entrado nos boxes depois da marcação.

Na volta 41 o alemão Nico Hulkemberg, o quarto colocado, rodou e ficou parado na caixa de brita, provocando outra entrada do safety car na pista, a quarta entrada, provocando outra “corrida” nos boxes. Vettel, que era o terceiro, no retorno à pista voltou na 10ª posição. Hamilton, fez o segundo pit para trocar os pneus intermediários por outros do mesmo tipo, depois de pagar a punição na parada, na sofrida décima segunda posição.

Quem não estava nada preocupado com as bruxas da Mercedes era o holandês Max Verstappen com a RBR que assumiu a liderança, fruto da rapidez e decisão acertada da equipe em ser o primeiro a entrar no pit. O russo Daniil Kvyiat da Toro Roso estava em segundo, seguido de perto pelo finlandês Valtteri Bottas, bem mais rápido, deixando claro que, mais voltas, menos voltas, superaria o russo.

Bottas dava a impressão de que salvaria o final de semana da Mercedes, conquistando 18 pontos para a ele e a equipe, já que o Hamilton, pelos erros do time, estava fora da zona de pontuação, provocando pelo rádio a pergunta do pentacampeão: “Por que estou nessa situação?” A resposta do engenheiro, também pelo rádio, “depois conversamos!”

Mas faltando cinco voltas para o final da corrida foi a vez do finlandês rodar e ficar na pista com a frente da sua Mercedes destruída, voltando a pé para a garagem. Sua saída provocou a quinta entrada do safety car na pista, situação que ajudou em muito Sebastian Vettel, que depois de largar em último subiu no pódio em segundo, atrás do jovem Verstappen, que venceu a segunda do ano e a sétima da carreira.

Daniil  Kvyiat fez história na equipe com o primeiro pódio da Toro Rosso conquistando o terceiro lugar na prova. A próxima corrida acontece no dia 01 de Agosto em Hungaroring, na Hungria.

Confira abaixo a classificação completa da prova e do campeonato.

CLASSIFICAÇÃO NA CORRIDA

PILOTO EQUIPE
   
1.Max Verstappen RBR
2.Sebastian Vettel Ferrari
3.Daniil Kvyat Toro Rosso
4.Lance Stroll Racing Point
5.Carlos Sainz Jr. McLaren
6.Alexander Albon Toro Rosso
7.Kimi Raikkonen Alfa Romeo
8.Antonio Giovinazzi Alfa Romeo
9.Romain Grosjean Haas
10.Kevin Magnussen Haas
11.Lewis Hamilton Mercedes
12.Robert Kubica Williams
13.George Russell Williams
14.Pierre Gasly* RBR
15.Valtteri Bottas* Mercedes
16.Nico Hulkenberg* Renault
17.Charles Leclerc* Ferrari
18.Lando Norris* McLaren
19.Daniel Ricciardo* Renault
20.Sergio Perez* Racing Point
*pilotos que abandonaram  

CLASSIFICAÇÃO DE PILOTOS NO CAMPEONATO

PILOTO EQUIPE PONTOS
     
1.Lewis Hamilton Mercedes 223
2.Valtteri Bottas Mercedes 184
3.Max Verstappen RBR 162
4.Sebastian Vettel Ferrari 141
5.Charles Leclerc Ferrari 120
6.Pierre Gasly RBR  55
7.Carlos Sainz Jr. Renault  48
8.Kimi Raikkonen Alfa Romeo  31
9.Daniil Kvyat Toro Rosso  27
10.Lando Norris McLaren  22
11.Daniel Ricciardo Renault  22
12.Lance Stroll Racing Point  18
13.Nico Hulkenberg Renault  17
14.Kevin Magnussen Haas  15
15.Alexander Albon Toro Rosso  15
16.Sergio Perez Racing Perez  13
17.Antonio Giovinazzi Alfa Romeo   5
18.Romain Grosjean Haas   4
19.Robert Kubica Williams   0
20.George Russel Williams   0

CLASSIFICAÇÃO DE CONSTRUTORES NO CAMPEONATO

EQUIPES PONTOS
   
1.Mercedes 407
2.Ferrari 261
3.RBR 217
4.McLaren  70
5.Toro Rosso  42
6.Renault  39
7.Alfa Romeo  36
8.Racing Point  31
9.Haas  19
10.Williams    0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).