Home » Automobilismo » F1 GP do Bahrein: Vettel vence de forma genial

F1 GP do Bahrein: Vettel vence de forma genial

O piloto alemão Sebastian Vettel sabia que a Mercedes tinha uma boa estratégia para seus dois pilotos — Lewis Hamilton e Valteri Bottas — na corrida, ao trocar os pneus macios pelos médios com o objetivo de fazer apenas uma troca durante a prova. O alemão, sabendo disso, parou na volta 18 e trocou os supermacios pelos macios (amarelos). Voltou para a liderança, manteve até a volta final, fazendo 39 voltas com os pneus macios, o que todo mundo considerava impossível. O alemão cruzou a linha de chegada com os pneus quase na lona, mas garantiu a segunda vitória do ano, ampliando para 18 pontos a diferença na liderança no campeonato para o atual campeão, Lewis Hamilton.

Na ante-sala do pódio, Vettel, conversando com Bottas falou que faltando dez voltas para o final recebeu pelo rádio que Bottas estava muito rápido. A partir dai disse que começou a acelerar, mas não conseguiu andar rápido por conta dos pneus. Contou que seu coração começou a bater muito rápido, mas no fim, deu tudo certo.

Lewis Hamilton, na ante-sala e no pódio, estava bem abatido. O piloto até se esforçou para arrancar a vitória do alemão Vettel. Fez uma corrida genial, largando em nono, e na sétima volta já ocupava o quarto lugar. Na volta 26 trocou os pneus macios pelos médios e foi sempre o mais rápido da prova. A oito voltas do término, muito atrapalhado pelos retardatários, acabou perdendo muito tempo, perdendo a chance de aproximar de Bottas e Vettel. Teve que se contentar com o terceiro lugar no pódio.

Já Valteri Bottas, que também queria tirar a vitória de Vettel, no final da corrida fez várias tentativas de ultrapassagem, mas o alemão conseguiu impedir, conquistando sua segunda vitória na temporada. O outro piloto da Ferrari, Kimi Raikkonen, que fez uma prova apagada, diferente dos treinos onde era sempre o mais rápido, acabou abandonando a corrida depois de quebrar a perna de um dos mecânicos da Ferrari, em sua segunda parada nos pits.

 

As boas notícias do GP do Bahrein foram duas: o estreante francês Pierre Gasly, que todo final de semana ficou entre os dez melhores, e na corrida largou em quinto e terminou em quarto. Demonstrou que a Toro Rosso acertou em cheio em trocar os motores Renault pelo japonês Honda. E o mesmo vale para o dinamarquês Kevin Magnussen, da equipe americana Haas, que largou em sexto e terminou em quinto. Mostrou que a boa corrida que fez na austrália não foi um acaso. Isso demonstra que a equipe Haas com o motor da Ferrari tem ajudado bastante seus resultados.

Em sexto ficou o alemão da Renault Nico Hulkemberg e em sétimo, Fernando Alonso. O Espanhol, depois do treino classificatório de sábado (07/04), mesmo cabisbaixo, em uma entrevista para o repórter da Rede Globo, decretou que tinha tudo para chegar entre os cinco primeiros. Não deu, mas chegou em sétimo. A próxima etapa, o GP da China, acontece no próximo domingo (15/04).

CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).