Home » Automóveis » Dirigimos na Europa o novo Corolla híbrido, na versão station wagon com motor 2.0 de 180 cv.

Dirigimos na Europa o novo Corolla híbrido, na versão station wagon com motor 2.0 de 180 cv.

A Toyota divulgou as potências dos novos motores híbridos flex da nova família Corolla. E a nova geração dos motores híbridos contarão com as versões 1.8 flex e uma elétrica de 72 cavalos de potência máxima. que provavelmente desenvolverá 125 cv de potência total. Este número não foi divulgado, mas considerando que o Prius híbrido tem um motor 1.8 a gasolina de 98 cv que combinado com o da bateria de 72 cv chega a 123 cv, o híbrido do Corolla provavelmente atingirá os 125 cv.

O novo Corolla será o primeiro carro híbrido flex do mundo e será produzido em Indaiatuba, interior de São Paulo, onde o atual Corolla já é produzido. A nova geração do sedã terá mecânica semelhante à do Prius, com a diferença de que o motor a combustão será flex. 

Mas a plataforma, entretanto, é a moderna GA-C, nome de código para a variante da Nova Arquitetura Global da Toyota (TNGA – Toyota New Global Architecture), utilizada pelo novo Corolla. Foi a base que permitiu aos engenheiros e designers da marca japonesa expandir os horizontes e tentar tornar o compacto japonês mais entusiasmante.

A nova plataforma permitiu ao Corolla ter um centro de gravidade reduzido em 10 mm, uma suspensão traseira multibraços de série em toda a gama e uma carroçaria 60% mais rígida, devido ao recurso a aços de elevada rigidez. O novo Toyota chega ao mercado brasileiro no último trimestre deste ano, mais precisamente em setembro.

MotorCar, presente na Europa com o nosso diretor de tecnologia Guilherme Murgel, avaliou em Portugal a Station Wagon (Perua) do Novo Corolla com tecnologia híbrida, equipada com propulsor de 2.0 litros a gasolina, com 41% de eficiência térmica. De acordo com a imprensa europeia é o motor a gasolina mais eficiente do mercado (72 cv) que, combinado com um motor elétrico de 80KW (109 cv), gera 202 Nm de torque e potência total de 180 cv.

No hotsite da Toyota dá para ver que o design do Corolla brasileiro seguiu o europeu e não mais o americano, desde o seu lançamento aqui no Brasil, onde a Toyota, em um período de dois anos, investiu R$ 1,6 bilhão na linha de produção do novo modelo.

A posição de dirigir foi aprimorada. Os novos bancos com novos tecidos são agradáveis, com bom apoio lateral e regulagens mais justas, permitindo ao condutor se sentir rapidamente confortável com o volante nas mãos. No topo do console central agora há uma nova tela tátil de oito polegadas, fácil de usar. O quadro de instrumentos de TFT possui um monitor digital de sete polegadas com efeito tridimensional que exibe as informações do computador de bordo.

A alavanca do câmbio tem apenas as posições P, R, N, D e B, sendo esta última a de regeneração máxima para carregar a bateria nas desacelerações e frenagens. Mais à frente está o seletor de modo de condução (Eco, Normal e Sport), além do botão para manter o carro rodando apenas com eletricidade. O sistema é o mesmo de outros modelos híbridos e é questão de se acostumar na direção para economizar combustível e utilizar melhor a eletricidade.

Atrás, há um bom espaço para as pernas, já que não existe túnel central no piso e a largura permite acomodar três adultos, com conforto.  Mas o acesso fica um pouco prejudicado por conta da altura do teto. É preciso entrar com cuidado para, dependendo da altura do condutor ou do passageiro, não bater a cabeça. O preço da versão avaliada na Europa começa em 21.299 Euros, ou seja, cerca de R$ 92 mil. Mas por aqui chegará custando mais de R$ 120 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).