Home » Automóveis » Marca Senna confirma presença do McLaren Senna no Salão do SP.

Marca Senna confirma presença do McLaren Senna no Salão do SP.

Um dos modelos que certamente chamará a atenção no próximo Salão do Automóvel de São Paulo 2018 (de 08 a 18 de novembro) será o novo superesportivo McLaren Senna que estará exposto em um estande montado na área Vip Dream Lounge.

Além do esportivo, que ainda não rodou em território brasileiro, a marca SENNA vai expor também o carro de corrida de Fórmula 1 MP 4/5 número 27 que Ayrton Senna ganhou numa aposta com Ron Dennis após vencer o Grande Prêmio de Monza de 1990.

O McLaren Senna conta com motor V8 bi-turbo, de 4 litros, com 800 cavalos de potência máxima e 800 Nm de torque, sendo 700 Nm disponíveis a apenas 7.000 rpm. O superesportivo, de acordo com o fabricante, atinge a velocidade máxima de 340 km/h e acelera de 0 a 200 km/h em apenas 6,8 segundos.

O McLaren Senna traz ainda outras características inéditas, como a tecnologia Ignition Cut adotada da Fórmula 1, que provoca um corte momentâneo de centelha durante uma mudança de marchas para proporcionar trocas mais rápidas possíveis. O conjunto de transmissão é completado por uma caixa de câmbio de sete marchas, com embreagem dupla e transmissão contínua.

Outra tecnologia avançada do superesportivo está em sua aerodinâmica de chassi proporcionada por combinar a revolucionária suspensão desenvolvida para o McLaren P1 ™ com a mais recente criação de controle denominada RaceActive Chassis Control II. Esta inovadora suspensão hidráulica traz o modo Race, que reduz significativamente a altura do esportivo em movimento, melhorando o centro de gravidade e a aerodinâmica.

Além da exclusiva suspensão, o McLaren Senna tem outros elementos aerodinâmicos ativos, incluindo o gigantesco aerofólio traseiro duplo controlado por um sistema hidráulico. Sua atuação lembra a asa de um carro de Fórmula 1, já que ele se reposiciona constantemente para aumentar o nível de pressão aerodinâmica, além de atuar como freio aerodinâmico em velocidades altas.

O sistema de freios utiliza tecnologia de corrida com discos de cerâmica de carbono que a, cada geração, demoram cerca de sete meses a serem criados (sete vezes mais do que um disco de cerâmica de carbono convencional). As pinças dianteiras inspiradas na Fórmula 1™ apresentam um design monobloco super-rígido e seis pistões ventilados para reduzir as temperaturas. Um servo-freio usado no McLaren P1 ™ GTR somente para pista melhora a modulação e a consistência do pedal.

Dentro do coockpit do McLaren Senna, o volante de três raios é semelhante ao do modelo 720 S, shift paddles e livre de botões e interruptores. Os mecanismos de abertura das portas e de acionamento das janelas foram instalados num console montado no centro do teto, onde ficam também outras funções vitais do carro, incluindo o botão do modo Race e até o comando para acionar e desligar o motor.

As 500 unidades que estão sendo produzidas na McLaren Automotive, em Woking, na Inglaterra, foram imediatamente comercializadas. Três delas para o mercado brasileiro e por aproximadamente R$ 8 milhões cada uma. A primeira delas deve chegar no País até o final do primeiro semestre do ano que vem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Silvio Porto

Silvio Porto é um jornalista que estreou na extinta Revista Afinal como repórter fotográfico, passou pelas Revistas Placar e Quatro Rodas onde conquistou prêmios importantes. Viajou pelo mundo cobrindo futebol, os principais salões do automóvel (Paris, Frankfurt, Detroit e São Paulo), além de Fórmula 1 e os lançamentos de carros e motos. Fez parte do quadro de jurados do Prêmio “Carro do Ano”, da Revista Auto Esporte e há oito anos é um dos jurados do Prêmio Imprensa Automotiva realizado pela Abiauto – Associação Brasileira da Imprensa Automotiva. Hoje é diretor e editor do Portal MotorCar (www.motorcar.com.br) e do Blog do Silvio Porto (www.silvioporto.com.br).